Se a teoria é rapidamente esquecida,
o gesto e a experiência artística
ficam no corpo, na memória, no olhar.

CINED IV – Crescer com o Cinema III

 
Quando:
09. 02. 2019 @ 10:00 – 25. 05. 2019 @ 13:00
Onde:
Escola Secundária de Serpa
Rua José Manuel Da Graça Afreixo
7830-358 Serpa
Portugal
Categorias:

A Associação Os Filhos de Lumière vai dinamizar em Serpa uma formação de professores, mediadores culturais e outros interessados, em modo de oficina -no âmbito do programa Europeu de educação para o Cinema, #CinEd, dirigido aos Jovens ( entre os 6 e os 19 anos)- programa em que esta associação está envolvida desde 2015 e através do qual têm sido criadas múltiplas ferramentas pedagógicas de apoio aos professores (e dinamizadores culturais) para um trabalho autónomo com alunos em turmas, clubes de Cinema ou outros.
Serão 20 horas de formação conjunta e 20 horas de trabalho autónomo, dos professores com os alunos, num total de 40 horas.
Das 20 horas conjuntas 3 sessões irão decorrer em sala de formação, alternadas com 3 sessões de projecção/conversa de filmes da colecção CinEd, numa sala de cinema

A primeira sessão será no dia 09 de Fevereiro, das 10h às 18 horas, na Escola Secundária de Serpa.

Agradecemos a todos os interessados o favor de nos responder com a maior brevidade dada a proximidade da data e também porque aceitamos as inscrições por ordem de chegada.
inscrições por mail: filhos.lumiere@gmail.com

Formação creditada pelo Centro de Formação Calvet de Magalhães

O projecto CinEd tem o apoio da Europa Criativa, do ICA – Instituto do Cinema e do Audiovisual no âmbito do programa Ad Hoc, da Câmara Municipa de Serpa e a colaboraçãp do PNC – Plano Nacional de Cinema.

Esta formação está realizada em parceria com a Escola Secundária de Serpa e com o apoio da Câmara Municipal de Serpa.

Calendário das sessões
1ª e 2ª sessões — 9 de Fevereiro (10:00-13:00 h. e 15:00-18:00 h.)
3ª sessão — 22 de Fevereiro (10:00-13:00 h.)
4ª sessão — 8 de Março (10:00-13:00 h.)
5ª sessão — 30 de Março (10:00-13:00 h.)
6ª sessão — 26 de Abril (10:00-13:00 h.)
7ª e última sessão — 25 de Maio (10:00-13:00 h.)
——————————
CinEd – Programa Europeu de Educação ao Cinema dirigido aos Jovens
O CinEd teve início em 2015 na linha de desenvolvimento da literacia cinematográfica e é coordenado pelo Institut Français (Paris) com o apoio pedagógico da Cinemateca Francesa, através do seu programa internacional – Cinema Cem anos de Juventude. Tem como principal objectivo permitir aos jovens europeus que descubram a riqueza e a diversidade do cinema do seu país, europeu e do mundo e promover a capacidade crítica e o domínio das técnicas e da linguagem cinematográfica. O CinEd disponibiliza, através de uma plataforma online, um conjunto de obras cinematográficas – filmes patrimoniais e contemporâneos, seleccionados previamente pelo conjunto dos participantes, que são oriundas de cada país parceiro do projecto – por agora: Portugal, Espanha, Itália, Roménia, Bulgária, República Checa, Finlândia, França e Lituania; e destinadas a jovens no âmbito escolar – desde o ensino básico ao ensino secundário. Todos os filmes são acompanhados por cadernos pedagógicos, que servem de base de trabalho para professores e de uma ficha sobre cada filme dirigida aos alunos. A plataforma contempla ainda diversos outros materiais pedagógicos, como vídeos temáticos transversais para facilitar a análise comparada, em torno de temas e questões de cinema e um Kit média sobre cada filme, com diferentes documentos complementares para os alunos utilizarem para trabalhos práticos e uma lista de sites que abordam a transmissão do cinema, proponentes de dispositivos e pistas pedagógicas complementares. Todo este material pedagógico serve para comparar e explorar o conjunto dos filmes, através de uma abordagem sensível às diferentes formas de pensar/imaginar cada filme pelo lado da criação.

Objectivos

Assim, propõem-se novas relações entre os professores e o conhecimento através da formação, da possibilidade de trabalho em rede e de acesso a materiais pedagógicos que dão continuidade e orientam o trabalho na sala de aula, nas salas de cinema e na relação com a comunidade. Procura-se enquadrar uma experiência pedagógica concreta pelos professores e articular e/ou sobrepor essa experiência com a dos programas e das planificações disciplinares.

A participação directa dos professores no processo de construção de uma pedagogia nova aplicada em simultâneo com uma turma ao longo do ano permite vivenciarem na primeira pessoa novas experiências de aprendizagem, ao trabalharem com os seus alunos essas experiências.

Assim:

· em relação aos professores que frequentem esta Oficina é de esperar uma alteração ao nível das práticas pela introdução de estratégias que recorram a informação e técnicas relacionadas com o Cinema;

· os alunos que sejam contemplados com estas estratégias de análise interpretação dos diferentes elementos que envolvem um filme serão beneficiados na estruturação do seu pensamento e discurso, desenvolvendo competências de diálogo, de saber ouvir e argumentar na colaboração e partilha de ideias, percebendo que há um fio condutor que permite contar uma história com princípio, meio e fim.

· ainda ao nível dos alunos, a implementação destas metodologias poderão desenvolver qualidades de intuição, sensibilidade, atenção, concentração, reflexão, criatividade e espírito crítico, a partir do contacto com aquilo que existe de mais essencial da matéria fílmica.

· em relação ao Projecto global, num espírito de construção colectiva de práticas educativas, haverá um enriquecimento com as contribuições dos professores ao aplicarem e experimentarem no terreno todas estas ferramentas pedagógicas colaborando na construção e na avaliação deste trabalho partilhado que continua sempre em elaboração e em complementação.

“O Cinema é uma arte, um objecto cultural e um suporte para pensar o mundo. Aprender com o cinema exige métodos e ferramentas tanto para alunos como para formadores. Para educar o olhar dos jovens espectadores é necessário ter em conta os novos hábitos dos jovens: multiplicação de ecrãs, visões fragmentadas, o mundo digital, e a integração de uma pedagogia de fragmentos. Aprender é também comparar e estabelecer ligações entre cinematografias, entre filmes e outras artes. Compreender é apropriar-se de uma pedagogia que favorece a actividade da criação dos jovens: escolher; confrontar; decidir; criar; e estabelecer uma ligação forte entre a análise e a prática.” (texto do site do CinEd)