Se a teoria é rapidamente esquecida,
o gesto e a experiência artística
ficam no corpo, na memória, no olhar.

Mai 102014
 
Filmando o Pavão, "making of" do filme-ensaio O Pavão, realizado pelos alunos da turma de 8º ano da Escola E.B.2.3. José Afonso, em Alhos Vedros, Moita, no âmbito do programa pedagógico Cinema, Cem Anos de Juventude 2009-2010, será apresentado na Fundação de Serralves no sábado 14 de Junho de 2014, entre 15h00 e 19h00, por Jacques Lemière do Institut de sociologie e d’anthropologie de l’Université de Lille (França) com o tema "Filmando o Trabalho", no âmbito do Seminário "O Trabalho no Ecrã: um estudo de memórias e identidade sociais atravès do cinema", organizado pelo CIES-IUL, Centro de Investigação e Estudos de Sociologia do Instituto Universitário de Lisboa. A sessão será moderada e comentada por José Manuel Costa, director da Cinemateca Portuguesa.
Out 312012
 
Nos dias 12, 13 e 14 de Outubro duas professoras da Escola de Bordils e uma representação da equipa da associação A Bao A Qu deslocaram-se á Moita para conhecer todas as escolas e professores que participam no Comenius RegioBordils-Moita”.Foram visitadas as três escolas do Agrupamento de Escolas José Afonso que participam no intercâmbio: Escola Básica 2/3 José Afonso, Escola Básica deAlhos Vedros, Escola Básica de Alhos Vedros nº 2. Educadores, professores e membros das associações envolvidas (A Bao A Qu e Os Filhos de Lumière) reuniram-se para apresentar as metodologias de trabalho em cada escola e partilhar experiências: também definiram parte das práticas fotográficas e cinematográficas que articulam a correspondência. Durante esta estadia, a Escola de Bordils e A Bao A Qu participaram também no seminário “O Cinema como experiência – Abordagens Pedagógicas” que integrou a XI Quinzena da Educação na Moita, apresentando algumas das experiências de criação cinematográfica na escola desenvolvidas há mais de sete anos de trabalho em conjunto.