Se a teoria é rapidamente esquecida,
o gesto e a experiência artística
ficam no corpo, na memória, no olhar.

Fev 172013
 
Os filmes-ensaio (filmes finais) resultantes do trabalho de iniciação ao cinema Cinema, cem anos de juventude, promovido em Portugal pela associação Os Filhos de Lumière, serão apresentados na quarta-feira 20 de Fevereiro de 2013, às 15h30, na Cinemateca, no âmbito do programa "A inicição ao Cinema: experiências e reflexões", organizado conjuntamente pela Cinemateca Portuguesa-Museu do Cinema, a associação cultural Os Filhos de Lumière e o Institut Français du Portugal. Seráo também apresentados filmes realizados na Catalunha, no Brasil e em França com as mesma regras do jogo. Qual a parte do real na ficção? foi a questão que esteve na origem dos filmes realizados no ano lectivo de 2011/2012:
Escola Secundária Baixa da Banheira, Moita, Clube de Cinema (9º e 10ºano)

Collège Baldung Grien, Hoerdt, França

Escola Carlitos, São Paulo, Brasil (turma de 5ºano)

Os Irmãos
Escola Básica 2/3 Marquesa de Alorna, Lisboa, Clube de Cinema

"Medroso"
Escola Municipal Presidente Roosevelt, Realengo, Rio de Janeiro, Brasil (Imagem em Movimento)

O Olhar
Escola Secundária Passos Manuel, Lisboa, Clube de Cinema

"A Viagem Misteriosa
Escola Básica 2/3 José Afonso, Alhos Vedros, Moita, Clube de Cinema (7º e 8º ano), 

Uma Nova Amizade
Escola Secundária de Serpa, turma de 7ºano

Nublado
Biblioteca Municipal Abade Correia da Serra, Serpa, Clube de Cinema (do 5º ao 9º ano)

"Ciutat Estranya"
Institut Júlia Mingeull, Catalunha (12-15 anos)(Associação A Bao A Qu)

Esta sessão contará com a presença dos jovens, dos professores et dos cineastas-formadores assim como de Nathalie Bourgeois, directora do Serviço Pedagógico da Cinemateca Francesa que coordena internacionalmente o programa Le Cinéma, cent ans de jeunesse.
Set 112012
 






A Associação Os Filhos de Lumière foi convidada a participar no 1° Encontro Cinema e Escola que reunirá, entre os dias 13 e 16 de Setembro de 2012, na Cinemateca Brasileira, em São Paulo, Brasil, profissionais brasileiros e estrangeiros, educadores e cineastas, para uma série de debates sobre a presença do cinema nas escolas.

Fruto de uma parceria entre a Cinemateca Brasileira e a Escola Carlitos este encontro tem como principal objectivo discutir as formas de contacto com a arte cinematográfica na sala de aula e a necessidade de criação de uma cultura cinematográfica ao longo da formação escolar. Na sua primeira edição, o evento traz para o centro da reflexão a experiência do Serviço Pedagógico da Cinemateca Francesa e seu laboratório Cinema, Cent Ans de Jeunesse, criado em 1996 sob a orientação artística do cineasta Alain Bergala, autor do livro "A Hipótese Cinema: pequeno tratado de transmissão do cinema na escola e fora dela".

Em representação de Os Filhos de Lumière, Teresa Garcia, uma das suas responsáveis e cineasta interveniente, irá falar sobre a sua experiência neste dispositivo pedagógico, e alguns dos filmes realizados em Portugal neste contexto farão parte do programa apresentado pela Cinemateca Brasileira.

Em 2011-2012, cerca de 30 escolas da França, Espanha, Portugal, Inglaterra, Alemanha, Itália, Brasil (São Paulo e Rio de Janeiro) participaram do projeto. O público poderá conferir o resultado dessa experiência com uma programação de curtas-metragens recentemente produzidos por alunos desses países. Para além do programa de filmes portugueses realizados por jovens da Moita, de Lisboa e de Serpa, dos filmes brasileiros realizados no mesmo contexto e de uma selecção de filmes de todos os outros países participantes, serão ainda apresentados por José Manuel Costa filmes portugueses de Paulo Rocha e Manoel de Oliveira e uma série de filmes de animação de Pedro Serrazina, Zepe, José Miguel Rodrigues e Teresa Marques.

Para além da apresentação deste pequeno ciclo de filmes portugueses, José Manuel Costa vai participar em nome da Cinemateca Portuguesa, num debate sobre o papel das Cinematecas e a sua importância na educação. Nathalie Bourgeois que dirige o Serviço pedagógico da Cinemateca Francesa e coordena este projecto irá falar desta importante experiência levada a cabo pela Cinemateca Francesa e de outros projectos de educação junto do público escolar.
Abr 192012
 




Vai ser apresentada no Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira - sábado 21 de Abril de 2012 às 1830 - uma mostra de filmes que resultaram do trabalho de iniciação ao cinema, "Cinema, cem anos de juventude" em que participaram seis turmas de escolas portuguesas ao longo do ano lectivo 2010/2011. Todos estes filmes abordam a mesma questão: “Mostrar/Esconder” no cinema – uma questão que mais de 500 crianças e adolescentes se colocaram, vendo, analisando e discutindo filmes ao longo do ano sobre este ponto de vista, fazendo exercícios filmados onde descobrem a matéria do cinema, realizando por fim pequenos filmes-ensaio em Portugal, em França, em Espanha, em Itália, no Reino Unido, no Brasil (Rio de Janeiro).

Serão apresentados nesta sessão, para além de quatro dos seis filmes portugueses, três filmes de participantes de outros países (Espanha, França e Brasil), realizados com as mesmas regras do jogo.

Escapada
Escola Els Xiprers, Valividrera - Catalunya - Espanha

Le petit cachottier (O segredinhos)
École Joliot Curie - Ivry sur Seine - França

O Diário
Escola E.B.2.3 José Afonso (Alhos Vedros, Moita, 7º ano)

Resgate
Escola Municipal Rivadávia Corréa - Rio de Janeiro - Brasil

Lian Xou
Escola Secundária Passos Manuel (Lisboa, 7º ano)

A Cassette
Biblioteca Abade Correia da Serra (Serpa, Clube de Cinema)

Uma Nova Amizade
Escola Secundária da Baixa da Banheira (Vale da Amoreira, Moita 7º ano)

O programa pedagógico “Cinema, cem anos de juventude”, é um projecto experimental de educação ao cinema, coordenado pela Cinemateca Francesa. Este projecto original reúne, à escala internacional, profissionais de cinema, professores, salas de cinema, associações e cinematecas. Criado em França em 1995 na celebração dos cem anos de cinema, este programa pedagógico tem vindo a ser implantado em Portugal pela Associação Os Filhos de Lumière – em parceria com a Cinemateca Portuguesa-Museu do Cinema – desde o ano lectivo 2006/2007 com o apoio das câmaras municipais da Moita, de Serpa e do ICA/Programa Ver.
Mai 262011
 
Em nome da Associação Cultural Os Filhos de Lumière, Teresa Garcia foi convidada a participar no 2º Encontro de Cinema e Escola que vai decorrer em São Paulo, Brasil, de 2 a 4 de Junho, na Escola Carlitos (ensino básico e secundário) onde foi recentemente implantado um dispositivo de sensibilização ao cinema.
A experiência desenvolvida em Portugal pela associação os Filhos de Lumière, através dos programas de iniciação ao cinema que tem levado a cabo desde 2001, será apresentada ao longo de dois dias a professores, educadores e pessoas de cinema com interesse por esta actividade de sensibilização à arte cinematográfica.

As duas intervenções de Os Filhos de Lumière terão por temas:
1) Fundamentos Educacionais do dispositivo português "Os Filhos de Lumière". A educação para a imagem em movimento. (3 de Junho)
2) Iniciação ao cinema: O experimentar a arte cinematográfica pelo lado da criação. (4 de Junho)

Os outros intervenientes são : Alain Bergala (Professor de cinema na Universidade de Paris III e FEMIS, realizador, um dos principais responsáveis do dispositivo "Le Cinéma, cent ans de jeunesse" desde a sua criação em 1995, programa pedagógico que integra actualmente 6 países incluindo Portugal desde 2006, através de Os Filhos de Lumière), Alain Rivals (Coordenador do dispositivo francês "Les Enfants de Cinéma", membro da Comissão Nacional Escola e Cinema do Ministério da Cultura em França, actual assessor do Projeto Cinema e Escola da Escola Carlitos em S. Paulo) e Luciana Zaterka (Professora de Filosofia, Directora do Ensino Fundamental II da Escola Carlitos).