Se a teoria é rapidamente esquecida,
o gesto e a experiência artística
ficam no corpo, na memória, no olhar.

Fev 282019
 


O filme Terra em Transe de Glauber Rocha foi apresentado na terça-feira 26 de Fevereiro de 2019, na Cinemateca Portuguesa, numa sessão pensada e programada pelo Cineclube das Gaivotas, iniciativa da associação cultural Os Filhos de Lumière para o fomento de jovens programadores.

A seguir a apresentação pelos membros do Cineclube e Francisco Valente da Cinemateca Portuguesa e o visionamento do filme na sala Felix Ribeiro, houve uma conversa na sala Luís de Pina com os convidados Alex Cassal, Leonardo Mouramateus, Yuri Firmeza, os membros do Cineclube das Gaivotas e os espectadores.

As programações de cinema feitas pelos jovens e para os jovens têm um valor duplo: a formação profunda dos jovens que fazem parte do grupo de programadores (Cineclube das Gaivotas), e por outro lado a inovação na forma de ir ao encontro dos espectadores em geral.

A programação de filmes implica ver os mesmos com atenção, de modo a conhecer o trabalho dos realizadores, estabelecer relações, pensar como apresentar o filme ao público: as formas de acompanhá-lo, divulgá-lo, e assim descoberta e a apreciação do mesmo. Ao desenvolver estes processos, os jovens programadores criam uma ligação particular com o cinema que veem e programam, e transmitem aos outros.

O Cineclube das Gaivotas nasceu em 2014. A ideia era juntar, em Lisboa, um grupo de jovens entre os 15 e os 18 anos à volta do cinema – projetar e discutir filmes, fomentando a atividade de jovens programadores. O projeto cresceu e a Cinemateca acolheu algumas sessões do Cineclube, seguidas de conversa com a presença de convidados escolhidos em articulação com os filmes. Integrando o Moving Cinema, projeto europeu que reuniu jovens programadores dos países participantes, o Cineclube das Gaivotas programou uma sessão no âmbito do festival Doclisboa 2016 e estreou‐se o ano passado com um formato de sessões duplas em colaboração com os outros jovens programadores do Moving Cinema em Barcelona, Edimburgo e Vilnius. Esta foi a sua decima sessão pública, em parceria com a Cinemateca Portuguesa, sempre aberta a novos jovens interessados em juntarem‐se para ver e discutir cinema.
Abr 252017
 

l Posto (O Emprego), de Ermanno Olmi e A Promessa, de Luc e Jean-Pierre Dardenne serão apresentados no sábado 29 de Abril de 2017, às 14h00, na Cinemateca, numa sessão dupla programada pelo Cineclube das Gaivotas, iniciativa da associação cultural Os Filhos de Lumière, em parceria com a Cinemateca Portuguesa.

Esta programação, integrada no projecto Moving Cinema, faz parte de um ciclo que conta com jovens programadores da Escócia, Espanha e Lituânia, e teve como ponto de partida uma lista comum de filmes da qual cada cineclube escolheu um par de filmes (obrigatoriamente um deles anterior a 1989 e outro posterior). A primeira sessão foi a nossa proposta, a segunda foi a proposta do cineclube da Lituânia.

Esta sessão interroga-nos acerca da transição para a idade adulta, do que é ser livre, o poder de escolha, o compromisso, e também acerca do papel do indivíduo na sociedade capitalista ocidental, de como é viver fora/ dentro desta, e de como essa sociedade se veio a desenvolver ao longo da segunda metade do século XX e a criar problemas cada vez mais complexos e amplos.

Apesar dos filmes serem apresentados a pares, existe entre eles uma linha condutora, criada através das fases da vida de uma criança até à transição para idade adulta. Nos quatro filmes, quatro personagens masculinas, com uma presença muito forte, debatem-se com o seu presente e uma ideia de futuro. Em todos eles a questão da liberdade é fulcral e parece-nos um bom ponto de partida para refletirmos sobre a sociedade atual que começa em nós, e para interrogar sobre tudo o que nos moldou até aqui.

Projecção seguida de uma conversa aberta sobre os filmes com a presença dos convidados Rui Tavares e Luciana Fina.
Out 302016
 

Os "jovens programadores" do Cineclube das Gaivotas apresentaram A Cidade Onde Envelheço, de Marília Rocha, no domingo 30 de Outubro de 2016 no Cinema São Jorge, em Lisboa.

O "jovens programadores" convidaram Francisca Manuel e Elizabete Francisca, protagonistas/actrizes do filme assim como Raquel Pacheco para participar numa conversa a seguir a projeção.

Esta sessão realizada em parceira com DocEscolas, serviço educativo do Festival DocLisboa, insere-se no programa Jovens Programadores, integrado no projecto europeu Moving Cinema, dinamizado em Portugal pela associação Os Filhos de Lumière em parceria nomeadamente com a Cinemateca Portuguesa - Museu do Cinema.
Out 282016
 

Os "jovens programadores" do Cineclube das Gaivotas vão apresentar A Cidade Onde Envelheço, de Marília Rocha, no domingo 30 de Outubro de 2016 ás 18h00 no Cinema São Jorge - Sala 2, em Lisboa.

O "jovens programadores" convidaram Raquel Pacheco para participar numa conversa a seguir a projeção.

Esta sessão realizada em parceira com DocEscolas, serviço educativo do Festival DocLisboa, insere-se no programa Jovens Programadores, integrado no projecto europeu Moving Cinema, dinamizado em Portugal pela associação Os Filhos de Lumière em parceria nomeadamente com a Cinemateca Portuguesa - Museu do Cinema.

Os parceiros do projecto Moving Cinema são: A Bao A Qu (Catalunha/Espanha),  Os Filhos de Lumière (Portugal), Meno Avilys (Lituânia), La Cinémathèque française (França) e  o Centre for the Moving Image (Escócia/Reino Unido)