Se a teoria é rapidamente esquecida,
o gesto e a experiência artística
ficam no corpo, na memória, no olhar.

Jun 262017
 

A partir do 5 de Julho, pelo segundo ano consecutivo, o projecto "No País do Cinema" da associação Os Filhos de Lumière integra-se na programação de Verão do Pólo Cultural das Gaivotas | Boavista: Lusco-Fusco. Entre Julho e Setembro serão apresentados um conjunto de treze filmes (em dez sessões) programados pela associação, em projecções ao ar livre no Pátio do Pólo, na Rua das Gaivotas 8. Entrada livre.

Julho de 2017

05.07: À Beira do Mar Azul, de Boris Barnet
12.07: Encontros, de Pierre-Marie Goulet
19.07: Mudar de Vida, de Paulo Rocha
26.07: O Céu Gira, de Mercedes Álvarez

Agosto de 2017

02.08: Cordão Verde, de Rossana Torres e Hiroatsu Suzuki e Zéfiro, de José Álvaro Morais
09.08: Mónica e o Desejo, de Ingmar Bergman
16.08: Entretanto, de Miguel Gomes e Maria do Mar, de João Rosas
23.08: Partie de Campagne, de Jean Renoir e A Tempestade, de Teresa Garcia
30.08: Longe, de José Oliveira e Os Verdes Anos, de Paulo Rocha

Setembro de 2017

06.09: Alice nas Cidades, de Wim Wender

O projecto "No País do Cinema" da associação Os Filhos de Lumière  integra o programa europeu Moving Cinema et tem o apoio do ICA.
Jun 162017
 

L'Intervallo (O Intervalo), de Leonardo di Costanzo, será apresentado na terça-feira 20 de Junho de 2017 às 15h30 na Cinemateca Portuguesa no âmbito do ciclo de projecção-conversa à volta dos filmes da colecção CinEd, organizado pela associação Os Fihos de Lumière em parceria com a Cinemateca Portuguesa e o Cinema Ideal.

O projecto CinEd, da responsabilidade da Associação Os Filhos de Lumière em Portugal, é coordenado pelo Institut Français (Paris) com o apoio pedagógico da Cinemateca Francesa através do seu programa internacional (Cinéma, Cent ans de Jeunesse) e tem o apoio financeiro da Europa Criativa através do programa MEDIA – Desenvolvimento de Audiências. Tem como principal objectivo permitir aos jovens europeus a descoberta da riqueza e da diversidade do cinema de cada país europeu.

Um dos propósitos desta sessão é também fazer o lançamento das versões portuguesas dos cadernos pedagógicos do programa CinEd Portugal, promovendo a sua disseminação junto de professores e agentes de educação para que estes possam, mais tarde, utilizá-los autonomamente em contexto de sala de aula.

O CinEd disponibiliza, através de uma plataforma online, um conjunto de obras cinematográficas - filmes patrimoniais e contemporâneos, seleccionadas previamente pelo conjunto dos participantes (Colecção CinEd), que são oriundas de cada país parceiro do projecto - Espanha, Portugal, Itália, Roménia, Bulgária, República Checa, Finlândia e França, destinadas a jovens de várias faixas etárias, no âmbito escolar - desde o ensino básico ao ensino secundário, ou fora da escola. Todos os filmes têm características técnicas que lhes permitem ser projectados através de um download temporário em sala de cinema.
Jun 082017
 


Em 8 de Junho de 2017, no segundo dia dos Encontros Internacionais de Cinema cent ans de jeunesse que decorrem ao longo de três dias na Cinemateca Francesa e reunem participantes de 14 países em torno do cinema, o grupo de alunos que veio representar o clube de cinema da Escola Secundária de Camões, em Lisboa, falou com o público presente após a projecção do seu filme-ensaio na grande sala Henri Langlois sobre os processos de criação (respondendo sobretudo ás perguntas que lhes foram colocadas).
Ao longo do dia foram assistindo e partilhando impressões sobre os filmes de outros grupos e de outras escolas e países apresentados e partilhados entre os participantes sobre o tema do jogo no cinema a partir dos filmes que viram e das mesmas regras do jogo.