O programa pedagógico “Cinema Cem Anos de Juventude” é um projecto experimental de iniciação ao cinema.

Coordenado pela Cinemateca Francesa este projecto reúne, à escala europeia e além-mar, profissionais de cinema, professores, salas de cinema, associações e cinematecas. Criado em França em 1995 na celebração dos cem anos de cinema, tem vindo a ser implantado em várias países incluindo Portugal através da Associação Os Filhos de Lumière, em parceria com a Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema – desde o ano lectivo 2006 / 2007.

Todos os anos é trabalhada uma questão de cinema (2016-2017 : O Jogo ) que cerca de mil crianças e adolescentes em diferentes regiões em Portugal, França, Espanha, Itália, Reino Unido, Brasil, República de CubaAlemanha, Argentina, Bélgica, Bulgária, Índia, Finlândia, Lituânia, México, se colocam ao longo do ano vendo e analisando filmes a partir deste ponto de vista, fazendo exercícios filmados, realizando por fim pequenos filmes-ensaio, com as mesmas regras do jogo.

Três encontros anuais reúnem na Cinemateca Francesa os participantes dos países envolvidos: o primeiro entre Setembro e Outubro onde são lançadas e discutidas as pistas pedagógicas sobre o tema do ano em trabalho, o segundo em Março para um balanço intermédio onde são apresentados e discutidos os exercícios realizados pelos alunos, e em Junho para a apresentação dos filmes-ensaio com a presença, para além dos adultos, dos alunos participantes ou de uma pequena delegação que vai apresentar os filmes e falar sobre os processos perante todos os presentes.

Em Portugal este projecto tem sido viabilizado graças ao apoio do ICA  e ao apoio das Câmaras Municipais de Serpa e da Moita, do Instituto Camões (que apoia as viagens a Paris) e de Juntas de Freguesia em Lisboa e Serpa (no apoio às viagens), etc.

Desde 2014, o dispositivo pedagógico Cinema, cem anos de juventude em desenvolvimento nas regiões de Lisboa, Moita, Serpa e em 2016 Mértola, integra o mais recente projecto desta associação “O Mundo á Nossa Volta” apoiado pelo Programa PARTIS / Práticas Artísticas para a Inclusão Social, um programa promovido pela Fundação Calouste Gulbenkian.