Se a teoria é rapidamente esquecida,
o gesto e a experiência artística
ficam no corpo, na memória, no olhar.

Jul 282001
 
O dispositivo de Programação tenta aliar o critério de acessibilidade das obras a um público muito jovem ao imperativo de mostrar imagens que correspondessem a um leque de olhares extremamente diversos e claramente desapegados das linguagens padronizadas do cinema.
A programação, que se espraiará ao longo de um ano, abrange várias épocas e exprime diferentes ideias do devir da arte dita sétima.
Cada sessão será antecedida de uma apresentação por um interveniente convidado (realização, crítico, amante ou trabalhador do cinema) e seguida de um debate dinamizado pelo mesmo interveniente.
Pretende-se com este espaço de conversa fazer reviver a nacessidade de falar de e com o cinema, que tem vindo a desaparecer paralelamente à morte do associativismo cineclubista e ao aumento do consumo doméstico da videocassete, entre a sala de jantar e o quarto de dormir.
No horizonte das nossas expectativas colocamos a hipótese de olhar os filmes e não apenas vê-los, a experiência de uma troca de olhares pelo meio, tão difícil quanto exuberante, da palavra.
Jun 252001
 
Realização de curtas-metragens individuais e colectivas. Participantes entre 9 e 12 anos
Filmes realizados: A Escalada, A Abusadora, Roubo no Jardim, O Menino Egoísta, O Caixa de Óculos, O Mendigo, Os Vagabundos (colectivo).
Formadores: Catarina Alves Costa (realização), Olga Ramos (imagem), Olivier Blanc (som), Pedro Duarte (montagem) e Catarina Graça (produção)
Mai 202001
 
Realização de curtas-metragens individuais e colectivas. Participantes entre 13 e 15 anos
Filmes realizados: Amor com Amor se Paga, Até Já…, Tabagix, Confusão, O Es pião, Lésbicas em Fuga, Solidão Acompanhada, As Ondas do Mar são Brancas (colectivo).
Formadores: Manuel Mozos (realização), Alexandra Afonso (imagem), Francisco Veloso (som), Nina Ramos (montagem) e Catarina Graça (produção)
Abr 022001
 
Decorreu em Março de 2001, a oficina Filmar 02, orientada por Sandro Aguilar (realização e montagem), Paulo Ares (imagem), Luís Botelho (som), Catarina Graça (produção).
Foram realizados oito filmes individuais: Amor, Desencontro, Frio, Infância, Invisível, Ódio, Velhice, Visível - e uma curta-metragem colectiva : Hotel.