Abr 012017
 

Rentrée des classes, de Jacques Rozier e Petite Lumière, de Alain Gomis foram apresentados na sexta-feira 31 de Março de 2017 no Cinema Ideal, em Lisboa, com a presença de varias turmas de escolas das zonas de Palmela e Lisboa (alunos e professores) e do público em geral.

 

A projeção foi seguida de uma conversa com Teresa Garcia, Ana Eliseu e Rossana Torres da associação Os Filhos de Lumière.
O CinEd é um projecto coordenado pelo Institut Français (Paris) com o apoio pedagógico da Cinemateca Francesa através do seu programa internacional (Cinéma, Cent ans de Jeunesse)e tem o apoio financeiro da Europa Criativa através do programa MEDIA – Desenvolvimento de Audiências. Tem como principal objectivo  permitir aos jovens europeus que descubram a riqueza e a diversidade do cinema de cada país europeu.
Um dos propósitos desta sessão é também fazer o lançamento das versões portuguesas dos cadernos pedagógicos do programa CinEd em Portugal, promovendo a sua disseminação junto de professores e agentes de educação para que estes possam, mais tarde, utilizá-los autonomamente em contexto de sala de aula.
Mar 252017
 

Rentrée des classes, de Jacques Rozier e Petite Lumière, de Alain Gomis foram apresentados na terça-feira 21 de Março de 2017 na Cinemateca Portuguesa com a presença de varias turmas de escolas da zona de Lisboa (alunos e professores) e do público em geral.

A projeção foi seguida de uma conversa.

Esta primeira sessão pública do programa CinEd na Cinemateca lança em Portugal o projeto de cooperação europeia coordenado pelo Institut Français (Paris) com o apoio pedagógico da Cinemateca Francesa, através do seu programa internacional “Cinéma Cent Ans de Jeunesse”, e o apoio financeiro da Europa Criativa via programa MEDIA – Desenvolvimento de Audiências, dinamizado em Portugal por Os Filhos de Lumière Associação Cultural. 
A plataforma CinEd apresenta-se como um projeto “dedicado à educação cinematográfica, cujo objetivo é dar a conhecer aos jovens a riqueza e a diversidade do cinema, disponibilizando, através de uma plataforma online (www.cined.eu), um conjunto de obras cinematográficas europeias – patrimoniais e contemporâneas –, legendadas em oito línguas, entre as quais o português, que se destinam a jovens de várias faixas etárias, no âmbito escolar”. Em Portugal, a apresentação deste Ciclo é simultânea à apresentação dos cadernos pedagógicos elaborados pelo CinEd, com pistas de trabalho sobre os filmes a exibir, “promovendo a sua disseminação junto de professores e agentes de educação para que estes possam, mais tarde, utilizá-los autonomamente em contexto de sala de aula”. Propondo uma seleção de filmes realizados por crianças e jovens, Rentrée des classes de Jacques Rozier, e Petite Lumière de Alain Gomis, a sessão é dinamizada por uma equipa de cineastas-formadores (…)
Mar 032017
 

Rentrée des classes, de Jacques Rozier e Petite Lumière, de Alain Gomis serão apresentados na terça-feira 21 de Março de 2017 às 15h30 na Cinemateca Portuguesa.

Esta primeira sessão pública do programa CinEd na Cinemateca lança em Portugal o projeto de cooperação europeia coordenado pelo Institut Français (Paris) com o apoio pedagógico da Cinemateca Francesa, através do seu programa internacional “Cinéma Cent Ans de Jeunesse”, e o apoio financeiro da Europa Criativa via programa MEDIA – Desenvolvimento de Audiências, dinamizado em Portugal por Os Filhos de Lumière Associação Cultural. 
A plataforma CinEd apresenta-se como um projeto “dedicado à educação cinematográfica, cujo objetivo é dar a conhecer aos jovens a riqueza e a diversidade do cinema, disponibilizando, através de uma plataforma online (www.cined.eu), um conjunto de obras cinematográficas europeias – patrimoniais e contemporâneas –, legendadas em oito línguas, entre as quais o português, que se destinam a jovens de várias faixas etárias, no âmbito escolar”. Em Portugal, a apresentação deste Ciclo é simultânea à apresentação dos cadernos pedagógicos elaborados pelo CinEd, com pistas de trabalho sobre os filmes a exibir, “promovendo a sua disseminação junto de professores e agentes de educação para que estes possam, mais tarde, utilizá-los autonomamente em contexto de sala de aula”. Propondo uma seleção de filmes realizados por crianças e jovens, Rentrée des classes de Jacques Rozier, e Petite Lumière de Alain Gomis, a sessão é dinamizada por uma equipa de cineastas-formadores (…)
in Programa da Cinemateca Portuguesa / Museu do Cinema(pdf)
Fev 122017
 

Decorreu no dia 11 de Fevereiro de 2017 as filmagens de um filme colectivo no âmbito da oficina Filmar 22 em Lisboa, realizada em parceria a FPC/Museu das Comunicações

Estas acções de formação para professores visam a experimentação das metodologias e práticas de trabalho desenvolvidas nas oficinas com crianças e jovens, e enquadram-se no quadro de actividades dos projectos europeus CinEd e Moving Cinema.
Cineastas-formadores: Teresa Garcia (realização), Rossana Torres (realização e montagem), José Lã Correia (imagem e som),  Maria Maranha (som), Patrícia Gomes e Sara Morais (produção).
Esta oficina Filmar integra o programa  “O Mundo à Nossa Volta” da associação Os Filhos de Lumière.
Out 202016
 
DocEscolas, serviço educativo do Festival DocLisboa, apresenta sessões de cinema para alunos dos vários graus de ensino, com debates a acompanhar os filmes, nomeadamente em parceria com Os Filhos de Lumière.
Na terça-feira 25 de Outubro de 2016 às 14h00, no Cinema São Jorge em Lisboa, serão apresentado  duas curtas-metragens da Colecção CinEd e um filme realizado em contexto de oficinas de sensibilização ao cinema.

Projecção, seguida de uma conversa.

Rentrée des classes, de Jacques Rozier, 1955, França, 24 min

Numa pequena vila em Provence, um novo ano lectivo inicia-se. René não fez o trabalho de casa para as férias, por isso, atira a mochila ao rio. Quase a chegar à escola, René volta para trás em direcção à floresta. Rodeado pela natureza, submerso pela luz, permite-se à pequena extravagância de faltar à aula por umas horas até que, por acaso, reencontra a mochila.

Petite Lumière, de Alain Gomis, 2003, França, Senegal, 15 min

Dakar, Senegal. Fatima, uma rapariga de 8 anos, interroga-se, de cada vez que abre o frigorífico, se a luz permanece acesa quando fecha a porta do mesmo. Descobre que não. Fatima sai à rua, fecha os olhos, abre-os e volta a fechá-los… Será que as pessoas continuam a existir quando ela fecha os olhos

Uma Aventura no Rio – realizados pelos alunos da Escola de Mértola no âmbito do projecto “O Primeiro Olhar“.

Fev 022016
 

“O Cinema como Ferramenta de Aprendizagem”, reportagem de Maria João Leite, sobre o trabalho desenvolvido pela associação Os Filhos de Lumière, na edição nº206 da revista “A Página da Educação” (Inverno 2015).
O cinema pode ser uma boa ferramenta de aprendizagem. Na escola e na vida. Fazer chegar o cinema a diferentes públicos, sensibilizando-os para a sétima das artes e fazendo-os comprender a arte cinemagráfica, é a missão d’Os Filhos de Lumière. Esta associação cultural concebe e promove diversas atividades que estimulam os participantes a ver o mundo de outra forma. Eles aprendem a olhar e a establecer relações. Porque o cinema também educa…
Maria João Leite