Mar 102017
 


Escola E.B.2.3 Marquesa de Alorna – Lisboa – Exercícios 2017 from Os Filhos de Lumiere on Vimeo.

exercícios do programa Cinema, cem anos de juventude 2016-2017 sobre o tema “O Jogo”

regra do jogo dos exercícios:

1/ Exercício individual (ou a pares): depois  de escolherem um jogo que gostem e de fazer repérages, filmar esse jogo de forma documental. Este jogo pode ser jogado por uma ou várias crianças, por jovens ou ainda pessoas idosas… Se possível e de preferência, filmar num espaço fora do estabelecimento escolar ou em sua casa.

Um só plano, 2 minutos máximo.

 2/ Exercício em pequenos grupos: a 2 alunos que tenham sido excluídos de uma aula por um professor é lhes atribuído um espaço limitado. Nesse espaço circunscrito, eles improvisam uma brincadeira que inventam com o que tiverem à disposição: corpos, objectos, espaço.

2 minutos máximo. Filmagem plano sequência ou montagem.

3/ Exercício em pequenos grupos: filmar uma personagem num jogo com a perda de pistas espaciais e temporais*. Para este exercício, filmar ao mesmo tempo a personagem e as sensações físicas que ela experimenta.

* (categoria “vertigem” da tipologia)

Mar 092017
 


Escola Secundária de Camões – Lisboa – Exercícios 2017 from Os Filhos de Lumiere on Vimeo.

exercícios do programa Cinema, cem anos de juventude 2016-2017 sobre o tema “O Jogo”

regra do jogo dos exercícios:

1/ Exercício individual (ou a pares): depois  de escolherem um jogo que gostem e de fazer repérages, filmar esse jogo de forma documental. Este jogo pode ser jogado por uma ou várias crianças, por jovens ou ainda pessoas idosas… Se possível e de preferência, filmar num espaço fora do estabelecimento escolar ou em sua casa.

Um só plano, 2 minutos máximo.

 2/ Exercício em pequenos grupos: a 2 alunos que tenham sido excluídos de uma aula por um professor é lhes atribuído um espaço limitado. Nesse espaço circunscrito, eles improvisam uma brincadeira que inventam com o que tiverem à disposição: corpos, objectos, espaço.

2 minutos máximo. Filmagem plano sequência ou montagem.

3/ Exercício em pequenos grupos: filmar uma personagem num jogo com a perda de pistas espaciais e temporais*. Para este exercício, filmar ao mesmo tempo a personagem e as sensações físicas que ela experimenta.

* (categoria “vertigem” da tipologia)

Mar 082017
 


Escola EB1.2./JI Vale da Amoreira (Moita) – Exercícios – 2017 from Os Filhos de Lumiere on Vimeo.

exercícios do programa Cinema, cem anos de juventude 2016-2017 sobre o tema “O Jogo”

regra do jogo dos exercícios:

1/ Exercício individual (ou a pares): depois  de escolherem um jogo que gostem e de fazer repérages, filmar esse jogo de forma documental. Este jogo pode ser jogado por uma ou várias crianças, por jovens ou ainda pessoas idosas… Se possível e de preferência, filmar num espaço fora do estabelecimento escolar ou em sua casa.

Um só plano, 2 minutos máximo.

 2/ Exercício em pequenos grupos: a 2 alunos que tenham sido excluídos de uma aula por um professor é lhes atribuído um espaço limitado. Nesse espaço circunscrito, eles improvisam uma brincadeira que inventam com o que tiverem à disposição: corpos, objectos, espaço.

2 minutos máximo. Filmagem plano sequência ou montagem.

3/ Exercício em pequenos grupos: filmar uma personagem num jogo com a perda de pistas espaciais e temporais*. Para este exercício, filmar ao mesmo tempo a personagem e as sensações físicas que ela experimenta.

* (categoria “vertigem” da tipologia)

Mar 072017
 


Clube de Cinema de Serpa – Exercícios 2017 from Os Filhos de Lumiere on Vimeo.

exercícios do programa Cinema, cem anos de juventude 2016-2017 sobre o tema “O Jogo”

regra do jogo dos exercícios:

1/ Exercício individual (ou a pares): depois  de escolherem um jogo que gostem e de fazer repérages, filmar esse jogo de forma documental. Este jogo pode ser jogado por uma ou várias crianças, por jovens ou ainda pessoas idosas… Se possível e de preferência, filmar num espaço fora do estabelecimento escolar ou em sua casa.

Um só plano, 2 minutos máximo.

 2/ Exercício em pequenos grupos: a 2 alunos que tenham sido excluídos de uma aula por um professor é lhes atribuído um espaço limitado. Nesse espaço circunscrito, eles improvisam uma brincadeira que inventam com o que tiverem à disposição: corpos, objectos, espaço.

2 minutos máximo. Filmagem plano sequência ou montagem.

3/ Exercício em pequenos grupos: filmar uma personagem num jogo com a perda de pistas espaciais e temporais*. Para este exercício, filmar ao mesmo tempo a personagem e as sensações físicas que ela experimenta.

* (categoria “vertigem” da tipologia)

Mar 052017
 


Escola Abade Correia da Serra – Serpa – Exercício 2017 from Os Filhos de Lumiere on Vimeo.

exercícios do programa Cinema, cem anos de juventude 2016-2017 sobre o tema “O Jogo”

regra do jogo dos exercícios:

1/ Exercício individual (ou a pares): depois  de escolherem um jogo que gostem e de fazer repérages, filmar esse jogo de forma documental. Este jogo pode ser jogado por uma ou várias crianças, por jovens ou ainda pessoas idosas… Se possível e de preferência, filmar num espaço fora do estabelecimento escolar ou em sua casa.

Um só plano, 2 minutos máximo.

 2/ Exercício em pequenos grupos: a 2 alunos que tenham sido excluídos de uma aula por um professor é lhes atribuído um espaço limitado. Nesse espaço circunscrito, eles improvisam uma brincadeira que inventam com o que tiverem à disposição: corpos, objectos, espaço.

2 minutos máximo. Filmagem plano sequência ou montagem.

3/ Exercício em pequenos grupos: filmar uma personagem num jogo com a perda de pistas espaciais e temporais*. Para este exercício, filmar ao mesmo tempo a personagem e as sensações físicas que ela experimenta.

* (categoria “vertigem” da tipologia)

Jan 162017
 


O Mundo à Nossa Volta – Isto é Partis from Os Filhos de Lumiere on Vimeo.

De 12 a 15 de janeiro de 2016 vários projetos desenvolvidos com o apoio do PARTIS mostraram o trabalho que têm desenvolvido nas áreas da Música, Teatro, Fotografia, Cinema e até Artes Circenses.
O Mundo à Nossa Volta – Isto é Partis” reúne excertos das curtas-metragens realizadas por crianças e jovens nas oficinas organizadas por Os Filhos de Lumière, em paralelo com fragmentos de making-of sobre a construção desses filmes.
Procura-se refletir e revelar o processo de criação cinematográfica enquanto forma de desenvolvimento pessoal, de expressão artística, conhecimento de uma nova linguagem, de partilha e contacto com os outros e com o mundo, no âmbito das oficinas de iniciação ao cinema dirigidas a crianças e jovens de meios sensíveis em várias regiões do país, que integram o programa PARTIS – Práticas Artísticas para a Inclusão Social da Fundação Calouste Gulbenkian.
Set 122016
 


Encontros Desencontros – Filmar19 – O Primeiro Olhar 98 from Os Filhos de Lumiere on Vimeo.

filme colectivo realizado durante a oficina “dupla” O Primeiro Olhar 98/ Filmar 19, no Centro Social São Boaventura, em Lisboa, que tem como particularidade juntar jovens e seniores, com idades muito diferentes.

Realizada em colaboração com o Centro Social São Boaventura e Ludoteca da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, parceiros, juntamente com Os Filhos de Lumière, da Comissão Social de Freguesia da Misericórdia, a oficina conta com o apoio do Programa PARTIS da Fundação Calouste Gulbenkian, do programa BIP/ZIP da Câmara Municipal de Lisboa, através do projecto Rua das Gaivotas 6, e do ICA e integra o programa “O Mundo à Nossa Volta“.

Jul 192016
 

 

Reportagem sobre “O Mundo à Nossa Volta” realizado pela Fundação Calouste Gulbenkian.
O PARTIS é um programa que permite tornar realidade a nossa convicção de que a arte é motor de inclusão e mudança social, pelo seu poder único de unir as pessoas.
Foi desenhado para apoiar projetos que utilizem as práticas artísticas – música, fotografia, vídeo, teatro, dança e circo – como ferramentas que criem pontes entre comunidades que habitualmente não se cruzam.

Ler a reportagem sobre o projecto na newsletter nº154 da Fundação Calouste Gulbenkian (pág.4-7)

Desde 2014, as oficinas “Cinema cem anos de Juventude” em desenvolvimento nas regiões de Lisboa, Moita e Serpa, integram o projecto “O Mundo à Nossa Volta” da associação Os Filhos de Lumière, apoiado pelo Programa PARTIS da Fundação Calouste Gulbenkian.