Fev 122017
 

Decorreu no dia 11 de Fevereiro de 2017 as filmagens de um filme colectivo no âmbito da oficina Filmar 22 em Lisboa, realizada em parceria a FPC/Museu das Comunicações

Estas acções de formação para professores visam a experimentação das metodologias e práticas de trabalho desenvolvidas nas oficinas com crianças e jovens, e enquadram-se no quadro de actividades dos projectos europeus CinEd e Moving Cinema.
Cineastas-formadores: Teresa Garcia (realização), Rossana Torres (realização e montagem), José Lã Correia (imagem e som),  Maria Maranha (som), Patrícia Gomes e Sara Morais (produção).
Esta oficina Filmar integra o programa  “O Mundo à Nossa Volta” da associação Os Filhos de Lumière.
Nov 112016
 
O filme “O Meu Tio”, de Jacques Tati será apresentado na quarta-feira 23 de Novembro de 2016, às 11h00, na sala Felix Ribeiro da Cinemateca Portuguesa numa sessão dedicada a todos os participantes nos projectos O Mundo à Nossa Volta (Cinema, cem anos de juventude e O Primeiro Olhar) e Moving Cinema.
Projecção seguida de uma conversa com os participantes das escolas E.B.2.3. Marquesa de Alorna (Lisboa), Escola Secundária de Serpa, Escola Secundária Passos Manuel (Lisboa), Escola E.B. 2.3 Vale da Amoreira (Moita), Escola Secundária de Camões, Agrupamento de Escolas do Mértola, Escola Professional AlSud (Mértola). Escola E.B.2.3 Almada Negreiros (Lisboa)…
Os parceiros que integram o projecto Moving Cinema são: A Bao A Qu (Catalunha/Espanha),  Meno Avilys (Lituânia), a França (através da Cinemateca francesa) e  o Centre for the Moving Image (Escócia/Reino Unido). Em Portugal o projecto é da responsabilidade da associação Os Filhos de Lumière, em parceria nomeadamente com a Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema e Cinema Fora dos Leões. Este projecto conta com o apoio da Europa Criativa – sub‐programa Média.
O sr.Hulot chega à cidade, por Luís Miguel Oliveira – Público
Out 272016
 

Na quarta-feira 26 de Outubro de 2016, na Cinemateca Portuguesa, foi apresentada uma “sessão especial Cuba” no âmbito do ciclo “Por um Cinema Impossível: documentário e vanguarda em Cuba” do DocLisboa. Esta sessão  integra o programa Moving Cinema.
A projecção foi seguida de uma conversa entre os jovens, Rossana Torres e Teresa Garcia da associação Os Filhos de Lumière

DocEscolas, serviço educativo do Festival DocLisboa, apresenta sessões de cinema para alunos dos vários graus de ensino, esta em parceria com Os Filhos de Lumière.

Out 212016
 
DocEscolas, serviço educativo do Festival DocLisboa, apresenta sessões de cinema para alunos dos vários graus de ensino, com debates a acompanhar os filmes, nomeadamente em parceria com Os Filhos de Lumière.
Na quarta-feira 26 de Outubro de 2016, às 15h30, na Cinemateca Portuguesa, será apresentada uma “sessão especial Cuba” no âmbito do ciclo “Por um Cinema Impossível: documentário e vanguarda em Cuba” do DocLisboa. Esta sessão integra o programa Moving Cinema.

Sessão seguida de debate com Os Filhos de Lumière

 

Serão apresentados:

Por Primera Vez, de Octavio Cortázar, 1967, Cuba, 10’

As unidades de cinema móvel do Instituto Cubano del Arte e Industria Cinematográficos visitam um local remoto, nas montanhas do leste. Impressões e opiniões dos camponeses da zona, que vêem cinema pela primeira vez.

Nuestra Olimpiada en La Habana, de José Massip, 1968, Cuba, 19’

Reportagem humorística sobre a XVII Olimpíada Mundial de Xadrez, que teve lugar em Havana, em 1966: os preparativos, o interesse do público, as expressões faciais, as caretas nervosas e os gestos dos grandes mestres.

Acerca de un Personaje que Unos llaman San Lázaro y Otros llaman Babalú, de Octavio Cortázar, 1968, Cuba, 20’

A celebração do dia de São Lázaro, no santuário El Rincón, a 25km de Havana, serve para uma reflexão sobre diferentes formas de religiosidade. São Lázaro e Babalú são as versões católica e ioruba (religião afro-cubana) do santo das doenças de pele.

Cofia Arábiga, de Nicolás Guillén Landrián | 1968 | Cuba | 18’

O filme aborda o cultivo do café e o seu processamento agrícola e industrial. A utilização de The Fool on the Hill, dos Beatles, gerou polémica e o filme foi banido logo que o plano estatal traçado para a produção de café colapsou.

En la Otra Isla, de Sara Gómez | 1968 | Cuba | 41’

Conjunto disperso de retratos individuais dos habitantes da ilha de Pinos [actualmente, Ilha da Juventude], que contam as suas histórias, partilham reflexões e abordam temas como o racismo e a delinquência, tabu para muitos cineastas da época.

Out 182016
 
DocEscolas, serviço educativo do Festival DocLisboa, apresenta sessões de cinema para alunos dos vários graus de ensino, com debates a acompanhar os filmes, nomeadamente em parceria com Os Filhos de Lumière.
Na segunda-feira 24 de Outubro de 2016, às 10h30, será apresentado na Culturgest, Ama-San de Cláudia Varejão.
Sessão com a presença de Cláudia Varejão e seguida de debate com Os Filhos de Lumière
Esta sessão integra o programa Moving Cinema e a oficina “O que é o Cinema?”
Set 302016
 

Projecção pública na quinta-feira 29 de Setembro de 2016 no Cine-Teatro Marques Duque em Mértola, dos filmes finais que resultaram das oficinas O Primeiro Olhar – inseridas no programa O Mundo à Nossa Volta e Moving Cinema da associação Os Filhos de Lumière –  realizados em Mértola, em parceria com a associação Entre Imagem.
Nesta sessão foram apresentados um filme realizado na Escola Profissional Alsud, “Alma perdida“(2016), um filme do Agrupamento de escolas de Mértola “Uma Aventura no Rio” (2016) e “planos Lumière” realizados sobre o tema do clima.
A sessão contou com a presença dos jovens participantes, dos professores e dos cineastas formadores nas oficinas.
Set 242016
 
Projecção pública na quinta-feira 29 de Setembro de 2016 às 18h30 no Cine-Teatro de Serpa dos filmes finais que resultaram das oficinas de Cinema, cem anos de juventude– inseridas no programa O Mundo à Nossa Volta e Moving Cinema da associação Os Filhos de Lumière –  realizados em Serpa, em parceria com a associação Entre Imagem.
Nesta sessão serão apresentados A Gota de Água o filme-ensaio realizado pelos alunos do Clube de Cinema da Escola E.B.2.3. Abade Correia da Serra e da Escola Secundária de Serpa, um “making-of” e um conjunto de plano realizados pelos alunos de uma turma do Curso Profissional de Técnico de Gestão do Ambiente (TGA) do 12º ano da Escola Secundária de Serpa.

A sessão conta com a presença dos jovens participantes, dos professores e dos cineastas formadores.

Este dispositivo pedagógico é realizado com o apoio do Programa PARTIS da Fundação Calouste Gulbenkian, da Câmara Municipail de Serpa, do ICA, das escolas e diversas entidades locais.

Os parceiros do projecto Moving Cinema são: A Bao A Qu (Catalunha/Espanha),  Os Filhos de Lumière (Portugal), Meno Avilys (Lituânia). A França (através da Cinemateca francesa) e  o Centre for the Moving Image (Escócia/Reino Unido)
Set 232016
 
Projecção pública na quinta-feira 29 de Setembro de 2016 às 11h00 no Cine-Teatro Marques Duque em Mértola, dos filmes finais que resultaram das oficinas O Primeiro Olhar – inseridas no programa O Mundo à Nossa Volta e Moving Cinema da associação Os Filhos de Lumière –  realizados em Mértola, em parceria com a associação Entre Imagem.
Nesta sessão serão apresentados um filme realizado na Escola Profissional Alsud, “Alma perdida“(2016), um filme do Agrupamento de escolas de Mértola “Uma Aventura no Rio” (2016) e “planos Lumière” realizados sobre o tema do clima.
A sessão conta com a presença dos jovens participantes, dos professores, dos cineastas formadores nas oficinas e  de convidados para ajudar a dinamizar uma conversa sobre os processos criativos junto dos jovens.