Out 112014
 

O trabalho de Os Filhos de Lumière, realizado em Serpa, em destaque no Diário do Alentejo.

(…) Para regressar ao olhar original, limpo e puro, nada melhor do que colocar-‑se atrás de uma câmara e ser desafiado a pensar, a experimentar, a exprimir, sem medo do erro. É esta a filosofia da associação cultural Os Filhos de Lumière, que há 10 anos trabalha com crianças e jovens do concelho de Serpa, através de oficinas de cinema. Exercícios que dão filmes, como os que vimos há uma semana [no Cineteatro Municipal de de Serpa]. “O mundo à nossa volta” olhado como se fosse a primeira vez.  (…)

“Se a teoria é rapidamente esquecida, o gesto e a experiência artística ficam no corpo, na memória, no olhar”. O lema da associação cultural Os Filhos de Lumière (…) exprime, mais do que a filosofia do projeto, uma constatação que parece óbvia após 14 anos de trabalho com crianças e jovens, 10 deles com a comunidade escolar de Serpa (…) cujos resultados mais recentes foram agora apresentados em sessão pública. (…)
Da parte do executivo serpense há hoje a convicção de que se trata de “uma aposta ganha”. Quem o diz é a vereadora da Cultura, Isabel Estevens, que não faltou à estreia dos aprendizes de cineastas. “As evidências no terreno levaram-nos, a partir de 2010, a alargar este projeto às crianças de todo o concelho” [há um clube de cinema também em Vila Nova de São Bento]”, diz, sublinhando que entretanto se avançou para outro patamar – “o do envolvimento dos próprios pais e da comunidade educativa”. (…). 
Entretanto, a partir de 2007, a associação começou também a trabalhar com crianças e jovens da Moita e de Lisboa, tendo conquistado, a partir deste ano, para o projeto “O mundo à nossa volta” (oficinas “Cinema, cem anos de juventude” e “O primeiro olhar”) o apoio do programa Partis, da Fundação Calouste Gulbenkian

Carla Ferreira
10 de Outubro de 2014
Abr 162011
 

12 novos filmes, realizados desde 2002 durante as oficinas O Primeiro Olhar, estão agora disponíveis no Blog (para ver todos os filmes do Blog, utilizar o marcador “Filmes” na coluna da direita):

O Primeiro Olhar 10, Porto, 2002: A Festa de Anos
O Primeiro Olhar 16, Lisboa, Culturgest, 2004: Angústia Extrema
O Primeiro Olhar 19, Vila Nova de São Bento, 2004: Irresponsabilidade
O Primeiro Olhar 19, Vila Nova de São Bento, 2004: O Ferreiro -1
O Primeiro Olhar 19, Vila Nova de São Bento, 2004: O Ferreiro -2
O Primeiro Olhar 19, Vila Nova de São Bento, 2004: Contos
O Primeiro Olhar 19, Vila Nova de São Bento, 2004: A Minha Terra
O Primeiro Olhar 27, Barcelos, 2005: Recomeçar
O Primeiro Olhar 27, Barcelos, 2005: A Luz da Escuridão
Un Premier Regard : Nîmes, França, 2005 : Impressions Lumière
O Primeiro Olhar 31, Torres Novas, 2006: Duas Ruas, Três Medos
O Primeiro Olhar 57, Vale da Amoreira (Moita), 2010: Nos Olhos de Quem Vê

Jul 012005
 

Os Filhos de Lumière nas Noites na Nora, festival organizado por Baal 17, que decorre em Serpa entre Julho e Agosto: apresentação de um programa de cerca de uma hora com uma selecção de filmes realizados ao longo dos workshops “O Primeiro Olhar” realizados em Vila Nova de S. Bento (Serpa), Trafaria (Almada) e Nîmes (França).

Jun 072005
 


Apresentação pública dos filmes realizados durante os workshops O Primeiro Olhar 18 e 19 no Cine-Teatro de Vila Nova de S. Bento, com a presença dos formandores, formandos, familiares, amigos e público em geral.