Se a teoria é rapidamente esquecida,
o gesto e a experiência artística
ficam no corpo, na memória, no olhar.

CINED – Encontro dos parceiros

 
Quando:
23. 09. 2015 – 26. 09. 2015 all-day
Onde:
Cinémathèque Française
Rue de Bercy
Paris
Categorias:
20150926 Último dia encontro CINED FRIMG_1167BLG2
Entre os dias 23 e 26 de Setembro teve ainda lugar, na Cinemateca Francesa, o primeiro encontro do projecto CinEd – um programa de cooperação europeia em prol da educação para o cinema, promovido pelo Institut Français e da responsabilidade da associação Os Filhos de Lumière em Portugal.  Este primeiro encontro foi coordenado pelos responsáveis da Cinemateca Francesa/ Le Cinéma, cent ans de jeunesse.
O CinEd associa parceiros de França, Espanha, Itália, Portugal, Bulgária, Roménia e República Checa. Apoiado pela Europa Criativa / programa Media, trata-se de um programa inovador e estruturado de educação ao cinema que propõe uma selecção de filmes europeus e recursos pedagógicos em oito línguas, disponíveis numa plataforma digital com qualidade para projecção em sala, englobando também uma componente de formação de professores e da prática de cinema.
Participaram no encontro que decorreu ao longo de 4 dias as organizações que irão implantar o projecto em cada um dos sete países envolvidos, englobando cineastas, professores e parceiros culturais de cada país. A associação Luzlinar com quem Os Filhos de Lumiére está a colaborar através de três projectos (O Mundo à Nossa Volta, Moving Cinema e CinEd) na região do Fundão e do Trancoso também participou nos encontros em Paris através de um dos seus principais responsáveis.
Este momento permitiu o contacto  e intercâmbio entre os participantes, a visualização, e discussão sobre os filmes propostos para este ano, uma pequena oficina prática que envolveu todos os participantes e durante a qual foram realizados, por cada uma das equipas, filmes de curta-metragem (uma das oficinas que envolveu elementos da Bulgária e da Roménia foi orientada por cineastas representantes da associação os Filhos de Lumière tendo sido assim aproveitada a sua experiência neste campo), a reflexão sobre a análise de filmes (orientada por Alain Bergala), a reflexão sobre a construção e o objectivo dos cadernos pedagógicos (com Alain Bergala que criou vários deles para o programa “École et Cinéma“, e um dos responsáveis dos que são criados para o “Collège et Cinéma”).