Se a teoria é rapidamente esquecida,
o gesto e a experiência artística
ficam no corpo, na memória, no olhar.

Jun 082017
 


Em 8 de Junho de 2017, no segundo dia dos Encontros Internacionais de Cinema cent ans de jeunesse que decorrem ao longo de três dias na Cinemateca Francesa e reunem participantes de 14 países em torno do cinema, o grupo de alunos que veio representar o clube de cinema da Escola Secundária de Camões, em Lisboa, falou com o público presente após a projecção do seu filme-ensaio na grande sala Henri Langlois sobre os processos de criação (respondendo sobretudo ás perguntas que lhes foram colocadas).
Ao longo do dia foram assistindo e partilhando impressões sobre os filmes de outros grupos e de outras escolas e países apresentados e partilhados entre os participantes sobre o tema do jogo no cinema a partir dos filmes que viram e das mesmas regras do jogo.