Se a teoria é rapidamente esquecida,
o gesto e a experiência artística
ficam no corpo, na memória, no olhar.

Fev 202006
 
Aniki Bóbó-Manoel de Oliveira
Fotograma do filme Aniki Bóbó de Manoel de Oliveira

26 Fev - 28 Mai 2006 - AUDITÓRIO DE SERRALVES

O Sabor do Cinema é um ciclo de projecções-conversa, programado pela Associação Os Filhos de Lumière em parceria com a Fundação de Serralves. A acção desenvolvida pela associação Filhos de Lumière visa implementar práticas de relação com a arte cinematográfica que passam pelo saber-olhar, pelo saber-fazer, na perspectiva de construir públicos para o cinema.
Ninguém hoje duvida da necessidade de aprender a ler e a escrever. A abordagem reflexiva da linguagem verbal e a assimilação dos seus códigos é parte integrante de todos os projectos educativos. Porém, numa sociedade caracterizada pelo aparente primado da imagem, é fundamental lançar as bases para uma verdadeira ‘escola do espectador’.
O objectivo deste ciclo de cinema não é apenas o de dar a ver ou rever filmes que nos falam, mas também criar um espaço de palavra à sua volta, de modo a favorecer o trabalho da memória (prévio a qualquer exercício crítico) e a combater a voragem de esquecimento que afecta o "consumo" das imagens.
A programação do SABOR DO CINEMA em 2006 articula-se com o tema do Projecto com Escolas desenvolvido pelo Serviço Educativo de Serralves: Retratos. Em grande plano, de corpo inteiro ou de conjunto, o humano e seu retrato é a própria unidade de medida do cinema.

Programação: Associação “Os Filhos de Lumière”