Se a teoria é rapidamente esquecida,
o gesto e a experiência artística
ficam no corpo, na memória, no olhar.

 

Abril 2014 – Abril 2017

Abr
3
Qui
2014
Seminário Projecto EMA “Do Cinema” : Olhar à Volta @ Cineteatro Municipal de Serpa
Abr 3 @ 09:45 – 17:45
EMA mof uma vida P1050045BLG2
Seminário de conclusão do projecto EMA (Estimulo à Melhoria das Aprendizagens), projecto realizado na Escola Secundária de Serpa em parceria com a Associação “Os Filhos de Lumière”, com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian.
Desde o início do ano lectivo 2012-2013 decorre em Serpa a realização do programa “Olhar à Volta“.
O projecto Olhar à Volta consiste no desenvolvimento de competências dos alunos através do cinema e do vídeo, que resulte na melhoria do seu desempenho escolar. É um trabalho que está a ser desenvolvido com a Escola Secundária de Serpa no âmbito do Programa EMA (Estímulo à Melhoria das Aprendizagens). Pressupõe a realização de oficinas de iniciação ao cinema (O Primeiro Olhar) dirigidas a três turmas de diferentes anos do ensino básico (7º, 8º e 9º) ao longo de um ano lectivo e aos professores (Filmar) assim como apresentação de filmes em sala de cinema (Escola no Cinema)
09:45 – Sessão de abertura
10:00 – Apresentação Projeto EMA
10:15 – A experiência dos “Filhos de Lumièrè” (Esc. Sec. Serpa) por Teresa Garcia e José Lã Correia
10:30 – Pausa
11:00 – A Escola e o Cinema
11:20 – 100Cenas – E.Sec. Castro verde
11:50 – Testemunho Diogo Gouveia
12:10 – Testemunho Professores na Tela
12:30 – – Interação com público
13:15 – Almoço
14:30 – Visionamento de filmes de alunos e professores
Irresponsabilidade (O Primeiro Olhar)
O Ciclono (O Primeiro Olhar)
Uma Vida (O Primeiro Olhar)
Vergonha (Filmar)
A Alameda (Filmar)
(Des)Encontros (Filmar)
15:30 – Resultados Projeto EMA
16:00 – Encerramento
Jun
21
Sáb
2014
BORDILS MOITA – Exposição em Bordils – Catalunha @ Escola de Bordils
Jun 21 @ 18:30 – 19:30

Descobrir Bordils

As associações Os Filhos de Lumière e A Bao A Qu juntaram-se no biénio 2012-2014 para a realização do projecto: Descobrindo e construindo o património local e europeu através da criação audiovisual, desenvolvido no âmbito do programa Coménius Régio em parceria com as Câmaras Municipais da Moita e de Bordils  e com o Agrupamento de Escolas de Alhos Vedros e a Escola de Bordils.

Os alunos de Bordils vão dar a conhecer o seu trabalho e o trabalho dos alunos da Moita numa exposição no próximo dia 21 de junho em Bordils com a presença de representantes dos três parceiros portugueses. Na próxima semana, dia 28 de Junho, será inaugurada uma exposição em Alhos Vedros na Moita, que irá dar conta do trabalho realizado ao longo destes dois anos com a presença dos parceiros espanhóis. Em Portugal será lançado ainda “A Nossa Terra é um Mundo” um livro que reúne imagens e textos do trabalho desenvolvido durante os dois anos pelos alunos das duas escolas nos dois países.

programa em pdf

Jun
28
Sáb
2014
A NOSSA TERRA É UM MUNDO – Exposição (1)
Jun 28 @ 21:30 – Jul 5 @ 23:45

IMG_0632A

As associações Os Filhos de Lumière e A Bao A Qu (na Catalunha), as Câmaras Municipais da Moita e de Bordils, o Agrupamento de Escolas de Alhos Vedros e a Escola de Bordils, juntaram-se no biénio 2012 – 2014 para a realização do projecto: Descobrindo e construindo o património local e europeu através da criação audiovisual, um modelo de cooperação entre o município e a cultura, o conhecimento e a coesão social” desenvolvido no âmbito do programa Comenius Régio.

Durante dois anos, alunos e professores da escola de Bordils e do Agrupamento de Escolas José Afonso na Moita exploraram o mundo que os rodeia através da fotografia e do cinema, apoiados por cineastas e profissionais de cinema. Observaram, investigaram, filmaram, seleccionaram, montaram e partilharam, dando a conhecer a sua região, cultura e língua, as semelhanças e diferenças, as tradições e memórias, em volta de temas comuns: os bosques e as estações do ano, os espaços vazios, as hortas, os retratos, os ofícios, de cada lugar…

Os alunos de Bordils deram a conhecer o seu trabalho e o trabalho dos alunos da Moita numa exposição que decorreu a 21 de junho em Bordils com a presença dos participantes de Bordils e de representantes dos três parceiros portugueses. No dia 28 de Junho as 21h30, será inaugurada uma exposição na Praça da República, em Alhos Vedros na Moita, que irá dar conta do trabalho realizado ao longo destes dois anos nas duas regiões com a presença dos parceiros espanhóis.

Em Portugal será lançado em breve “A Nossa Terra é um Mundo” um livro que reúne imagens e textos do trabalho desenvolvido durante os dois anos pelos alunos das escolas de ambos os países.

Jan
9
Sex
2015
O MUNDO À NOSSA VOLTA no Centenário do Lyceu Passos Manuel @ Escola Secundária Passos Manuel
Jan 9 @ 11:00 – 12:30

O Numero RecusadoBLG2

No âmbito da comemoração dos 100 anos do Lyceu Passos Manuel dois filmes realizados pelo alunos  dos Grupos de Cinema foram apresentados na Escola Secundária Passos Manuel, em Lisboa, no sábado 9 de Janeiro de 2015:
O Numero Recusado

realizado em 2014 no âmbito do programa O Mundo à Nossa Volta / Cinema, cem anos de juventude 2013-2014

Olhar Cruzados

realizado em 2013 no âmbito do programa Cinema, cem anos de juventude 2012-2013

Mai
15
Sex
2015
O MUNDO À NOSSA VOLTA – Cinema, cem anos de juventude – Escola E.B.2.3.Marquesa de Alorna – Filmes-ensaio @ Museu da República e da Resistência
Mai 15 @ 18:00 – 19:15
Os Irmãos 02-1
Apresentação dos filmes-ensaio realizados pelos alunos do Clube de Cinema da Escola E.B.2.3. Marquesa de Alorna no Museu da República e da Resistência, em Lisboa.
Este três filmes foram realizados no âmbito do programa pedagógico Cinema, cem ano de Juventude.
Cinema, cem anos de juventude 2011-2012 : A Parte do Real na Ficção
Cinema, cem anos de juventude 2012-2013 : Mettre en Scène
Out
30
Sex
2015
NOS CAMINHOS DA INFÂNCIA – Pensar em Educação com o Cinema (1) @ Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian
Out 30 @ 21:00 – Out 31 @ 21:15

MYBOYHOOD-36BLG2

Ciclo de Cinema programado pela Associação Os Filhos de Lumière nos dia 30 e 31 de Outubro e 6 e 7 de Novembro no Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian.

30 OUT | SEXTA-FEIRA

21h00 | Sessão de cinema

Tadjrebeh  (A Experiência) de Abbas Kiarostami  – Irão /1973 / 60’

Zéro de Conduite (Zero em Comportamento) Jean Vigo – França / 1933 / 41’

Com a presença de Alain Bergala, Maria Luís Borges de Castro e José Manuel Costa

31 OUT | SÁBADO

10h30-12h30 | Mesa redonda com Alain Bergala, Maria Luís Borges de Castro e Marcos Uzal

15h00 | Sessão de cinema*

Com a presença de Marcos Uzal e Maria Luís Borges de Castro

My Childhood  (Minha Infância) de Bill Douglas – Reino Unido / 1972 / 48’

My Ain Folk (Minha Gente) de Bill Douglas – Reino Unido / 1973 / 55’

18h30 | Sessão de cinema

Com a presença de Marcos Uzal, Maria Luís Borges de Castro e Pedro Costa

My Way Home (O Meu Caminho para Casa) de Bill Douglas – Reino Unido / 1978 / 72’

Tarrafal (in O Estado do Mundo) de Pedro Costa – Portugal / 2012 / 18’

Todos os filmes serão legendados em português.Todas as conversas terão tradução simultânea para português.

———————————————————————————————————————————-

Para os cineastas que há 15 anos atrás fundaram a associação Os Filhos de Lumière – e se dedicam à sensibilização de crianças e jovens para o cinema como forma de olhar o mundo, de desenvolver um imaginário, de crescer, de viver com os outros -, a reflexão sobre as questões da educação tornou-se um elemento crucial da sua actividade.

O desafio que o Dr. Carmelo Rosa lançou para organizarmos um ciclo de cinema que servisse de mote para pensar a educação veio, assim, ao encontro de algo que está no centro das nossas interrogações.

Os filmes escolhidos para este programa não tocam forçosamente a escola (embora também o façam), mas sim a infância, o imaginário e as questões que cada realizador levanta sobre o que é crescer e aprender a viver no mundo.

Mas a confrontação essencial entre uma escola com um formato cada vez mais fechado e burocratizado e o mundo exterior (a vida), não pode deixar de ser um dos aspectos chave dessa reflexão.

Apesar de ser – como lembra o cineasta Víctor Erice – a mais secreta das linguagens artísticas e a menos compreendida, o Cinema é um meio fundamental para nos levar a pensar, mas também a sonhar e a imaginar outras formas de ver e de viver.

Os autores, cineastas e pedagogos presentes irão tecer uma multiplicidade de olhares singulares sobre estas questões, “dar a ver o outro lado das coisas”, uma das faces mais importantes do olhar cinematográfico.

A Fundação Lucinda Atalaia, que há muito reflecte sobre estas questões, participa em conjunto connosco nesta procura e neste olhar novo sobre a educação e sobre o cinema.

A Cinemateca Portuguesa, para quem a relação entre o cinema e a educação é uma questão crucial, é também um parceiro essencial na concretização deste programa.

Pensar em educação para pensar o cinema, ou vice-versa.

Teresa Garcia e Pierre-Marie Goulet (Associação Os Filhos de Lumière)

 

Arte, Ciência e Educação formam um triângulo que tende a ampliar-se e a desenvolver-se até atingir o círculo. Círculo de envolvimento numa dinâmica comum de saberes, de afectos, de partilha e descoberta. Várias gerações poderão encontrar-se para alcançar o bem estar, o entendimento e o progresso.

“(…) o cinema pode ser uma espécie de sonho, um sonho exterior (…)” como disse João dos Santos. O cinema, a sétima arte, tende para a vivência do sonho, desafio da realidade, em abordagens amplas e de pormenor, que nos permitem olhar o Outro e descobrirmo-nos através da objectiva que ele nos oferece.

Manuela Cruz e Paula Santos Lobo (Fundação Lucinda Atalaia/Jardim Infantil Pestalozzi)

Nov
13
Sex
2015
MOVING CINEMA – Mostra Espanha 2015: “Diálogos Transfronteiriços” @ Fundação Calouste Gulbenkian
Nov 13 @ 15:00 – 17:00

20151113 MOSTRA ESPANHA_IMG_2399BLG2

A Associação Os Filhos de Lumière foi convidada a participar na 4ª edição da Mostra Espanha, uma iniciativa que pretende dar a conhecer aos portugueses um pouco mais da cultura espanhola. A Mostra foi organizada pelo Ministério da Educação, Cultura e Desporto de Espanha, com a colaboração e apoio do Secretário de Estado da Cultura de Portugal e de outros organismos da área da Cultura tutelados pelo SEC, nomeadamente o GEPAC e aconteceu na Fundação Calouste Gulbenkian em 11 de Novembre de 2015.

A Associação Os Filhos de Lumière representou a parceria portuguesa no projecto Moving Cinema, apresentando a sua perspectiva sobre o projecto, a experiência, o interesse deste tipo de colaborações no encontro intitulado “Diálogos transfronteiriços” nas quais estiveram representantes de Portugal e de Espanha, quer das administrações centrais quer de parceiros de projectos conjuntos dos dois países.

 Moving Cinema (2015‐2016) é um projecto desenvolvido em conjunto pela associação cultural Os Filhos de Lumière, com a associação Catalã À Bao à Qu, a associação Menos Avilis da Lituânia, o Centre for the Moving Image (Escócia/Reino Unido e a Cinémathèque Française, que conta com o apoio da Europa Criativa – sub‐programa Média e a colaboração da Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema, ao qual os Encontros Cinematográficos (Município do Fundão / Associação Luzlinar) se associaram.

Nov
28
Sáb
2015
O MUNDO À NOSSA VOLTA – O PRIMEIRO OLHAR 89 – Um Dia na Nossa Escola @ Faculdade de Psicologia - Instituto da Educação
Nov 28 @ 15:40 – 16:00

PRO89 Pestalozzi-10BLG2Apresentação de “Um Dia na Nossa Escola”(A escola aos nossos olhos) filme colectivo realizado durante O Primeiro Olhar 89 pelos alunos da turma de 4º ano do Jardim Infantil Pestalozzi, em Lisboa no âmbito de ” A Ciência e a Arte na Arte de Educar” , II Encontro da Fundação Lucinda Atalaya

Fev
3
Qua
2016
MOVING CINEMA – Encontro dos parceiros @ A Bao A Qu
Fev 3 – Fev 6 all-day

20160203 MovCine Barcelona

Está a decorrer, em Barcelona na Catalunha, Espanha o segundo encontro do ano do projecto Moving Cinema que reune as entidades que há longa data se dedicam á sensibilização ao cinema dentro e fora da escola através do contacto com obras chave da história do cinema aliado á experimentação do acto de filmar com o apoio de cineastas e profissionais de cinema: “Os Filhos de Lumière” em Portugal, “A Bao A Qu” na Catalunha, Espanha, “Meno Avylis” na Lituânia, o Centre for the Moving Image (Escócia/Reino Unido). Em Portugal o projecto é da responsabilidade da associação Os Filhos de Lumière, em parceria nomeadamente com a Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema, ao qual os Encontros Cinematográficos (Município do Fundão / Associação Luzlinar) e Cinema Fora dos Leões se associaram. Este projecto conta com o apoio da Europa Criativa – sub‐programa Média

Moving Cinema tem como objectivo pensar e desenvolver através de metodologias comuns, de uma prática e reflexão conjunta, novas formas de olhar o cinema (nacional, europeu e do mundo) e de o apreciar como forma de expressão artística e de conhecimento do mundo.

Para além dos encontros, seminários projecções, site comum, edições, etc. que irão reunir os quatro países em torno de um objectivo comum, realiza-se em cada país um programa ao longo do ano (projecções, encontros com realizadores, oficinas, cineclube das Gaivotas ) que entra em diálogo com os outros três. Este projecto integra vários parceiros em cada país destacando-se em Portugal a Cinemateca Portuguesa onde irão decorrer parte das actividades previstas.

Fev
17
Qua
2016
CINED – Encontro dos Parceiros @ Rua das Gaivotas 6 /Cinemateca Portuguesa
Fev 17 – Fev 19 all-day

 

20150923 Reunião com parceiros CINED_IMG_1122BLG2Vão se reunir em Lisboa todas as entidades parceiras no projecto CinEd para discussão e reflexão sobre, entre outre assuntos, os cadernos pedagógicos que serão uma importante base de trabalho para professores, alunos e todos aqueles que se interessam pelo conhecimento dos filmes que farão parte do programa.

O CinEd, coordenado pelo Institut Français, associa A Bao A Qu (Espagne), Os Filhos de Lumière (Portugal), GET-Cooperativa sociale (Italie), NexT et Macondo (Roumanie), SEVEN (Bulgarie), Association of Czech Film Clubs (République tchèque) e apoiado pela Europa Criativa / programa Media. Trata-se de um programa inovador e estruturado de educação ao cinema que propõe uma selecção de filmes europeus e recursos pedagógicos em oito línguas, disponíveis numa plataforma digital com qualidade para projecção em sala, englobando também uma componente de formação de professores e da prática de cinema.

Em Portugal, o CinEd é desenvolvido em parceira com a Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema, a associação Luzlinar (Trancoso e Fundão), o Cinema-Fora-dos-Leões (Évora) e a Entre Imagem (Mértola) e tem o apoio da Direcção Regional da Cultura do Alentejo.

 

Fev
21
Dom
2016
MOVING CINEMA – Encontro com Parceiros @ Os Filhos de Lumiere
Fev 21 @ 09:30 – 18:00

Moving Cinema site entrada 1

Encontro em Lisboa com parceiros internacionais do Moving Cinema, um projecto que pretende desenvolver estratégias que ajudem os jovens a descobrir, a conhecer e a gostar  do cinema nacional e europeu.Este encontro reune as entidades que se dedicam á sensibilização ao cinema dentro e fora da escola através do contacto com obras chave da história do cinema aliado á experimentação do acto de filmar com o apoio de cineastas e profissionais de cinema: “Os Filhos de Lumière” em Portugal, “A Bao A Qu” na Catalunha, Espanha, “Meno Avylis” na Lituânia, o Centre for the Moving Image (Escócia/Reino Unido). Em Portugal o projecto é da responsabilidade da associação Os Filhos de Lumière, em parceria nomeadamente com a Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema, ao qual os Encontros Cinematográficos (Município do Fundão / Associação Luzlinar) e Cinema Fora dos Leões se associaram.

O projecto integra diferentes vertentes que passam pela dinamização de projecções‐conversa com os realizadores e/ou outros convidados; oficinas de curta-duração com a utilização de dispositivos móveis; a criação e dinamização de grupos de jovens programadores; a criação de uma plataforma digital com filmes selecionados; o desenvolvimento da actividade Inside Cinema (documentação dos processos criativos); e a formação de professores e profissionais de cinema.

 

Mar
22
Ter
2016
O MUNDO À NOSSA VOLTA – Projeção-Conversa – Semana da Juventude da Misericórida @ Espaço +Skillz
Mar 22 @ 16:00 – 17:30

PRO 96 SOU COMO SOU PROJOTA STILL BLG2

No âmbito da Semana da Junventude da Misericórdia 2016, mostra de filmes das oficinas O Primeiro Olhar e Cinema, cem anos de Juventude, seguida de conversa com os cineastas-formadores da associação Os Filhos de Lumière.

Mai
2
Seg
2016
MOVING CINEMA / CINED : apresentação Europa Criativa @ Cinema São Jorge - Sala 2
Mai 2 @ 14:30 – 18:00

20160502 Europa Criativa

Os Filhos de Lumière, associação cultural vocacionada para a sensibilização ao cinema enquanto forma de expressão artística, foi convidada pelo responsável do Media Desk do Europa Criativa, a apresentar no dia 2 de Maio, no Cinema São Jorge, em Lisboa, os projectos europeus de sensibilização ao cinéma CinEd (desde 2015) e Moving Cinema (desde 2014), que que têm sido desenvolvidos em colaboração com todos os países parceiros envolvidos.

Os dois projectos propõem de forma complementar a descoberta do cinema, explorando a sua riqueza e diversidade, como forma de conhecimento, de criação, de pensar e de imaginar o mundo.

Será ainda apresentado nesta sessão, na parte dedicada ao projectos desenvolvidos por Os Filhos de Lumière, o novo website do programa pedagógico “Cinema, cent ans de jeunesse”, dispositivo em que esta associação participa desde 2006, através de O Mundo à Nossa Volta, que integra actualmente 13 países da Europa, da América Central e América do Sul, numa prática e reflexão conjunta sobre a iniciação ao cinema dirigida a crianças e jovens. O site reúne importantes recursos pedagógicos que cruzam os projectos CinEd e Moving Cinema, e que poderão vir a ser utilizados por todos aqueles a quem esta actividade possa interessar.

Integram o painel Teresa Garcia e Rossana Torres, membros da direcção da associação Os Filhos de Lumière e responsáveis pela coordenação e implementação dos três  projectos em Portugal; Léna Rouxel, responsável pela coordenação geral do programa CinEd do Institut Français; e Isabelle Bourdon, em nome da Cinemateca Francesa, entidade parceira de ambos os projectos, e uma das responsáveis do programa pedagógico internacional Cinéma, Cent ans de jeunesse (Cinema, Cem Anos de Juventude).

A apresentação da sessão será feita pela Presidente do Conselho Diretivo do ICA – Instituto do Cinema e do Audiovisual, Filomena Serras Pereira. O segundo painel da sessão será dinamizado pela Apordoc – Associação pelo Documentário.

Inscrições gratuitas e obrigatórias em geral@europacriativa.eu

Mai
21
Sáb
2016
O MUNDO À NOSSA VOLTA : Festival Aproxima-Te ! @ Museu Nacional de História Natural e da Ciência
Mai 21 @ 17:30 – 20:00

CCAJ 2008 Infancia Perdida still01BLG2

A associação cultural Os Filhos de Lumière foi convidada a integrar o Festival APROXIMA-TE!, com a organização de uma sessão de cinema,  no Picadeiro do Museu Nacional de História Natural e da Ciência, em Lisboa. 

Programação completa em breve.

O festival é promovido pela Spira – revitalização patrimonial, especializada na concepção, execução e produção de projectos de revitalização patrimonial, e decorre de 19 a 22 de Maio

Jun
2
Qui
2016
O MUNDO À NOSSA VOLTA: Encontros Arte / Escola / Comunidade @ Cinema Ideal
Jun 2 @ 18:00 – 20:00

CCAJ2013 PASSOS Olhares Cruzados stillBLG2

A associação Os Filhos de Lumière foi convidada a participar no “Ciclo de Cinema dedicado às práticas na comunidade” no âmbito dos Encontros 2016: Arte / Escola / Comunidade, 3ª Edição de uma iniciativa em que “o Teatro da Trindade INATEL se assume como um espaço de confluência de projectos artísticos ligados à escola e à comunidade, criando uma oportunidade de maior visibilidade destes, desenvolvendo na comunidade uma valorização do trabalho expressivo e artístico. Em 2016 alargamos parcerias e projetos com instituições e organizações culturais vizinhas, ocupamos com maior determinação o espaço público.”

A sessão dedicada aos trabalhos realizados no contexto do programa O Mundo à Nossa Volta da associação Os Filhos de Lumière terá lugar no Cinema Ideal, em Lisboa, na quinta-feira 2 de Junho de 2016 às 18h00.

Serão apresentados:

Amizade Intensa (2013) – 10 min

Realizado no Vale da Amoreira, na Moita, pelos alunos da E.B.1/JI Vale da Amoreira nº1, no âmbito do programa pedagógico Cinema, Cem Anos de Juventude 2012-2013 sobre o tema “Mettre en Scène”.

Na Quinta (2014) – 09 min

Realizado em Serpa, no Clube de Cinema da Biblioteca Municipal Abade Correia da Serra, no âmbito da oficina O Primeiro Olhar 85.

Olhares Cruzados (2013) – 12min 30

Realizado em Lisboa, pelos participantes do Clube de Cinema da Escola Secundário Passos Manuel, no âmbito do programa pedagógico Cinema, Cem Anos de Juventude 2012-2013 sobre o tema “Mettre en Scène”.

Ímpar (2014) – 15 min

Realizado em Lisboa, pelos participantes do Clube de Cinema da Escola Secundária de Camões, no âmbito do programa pedagógico Cinema, Cem Anos de Juventude 2013-2014 sobre o tema “O Plano-Sequência”.

Out
12
Qua
2016
MOVING CINEMA – Encontro com Parceiros @ Vilnius
Out 12 – Out 15 all-day

VILNIUS IMG_0382

Realiza-se entre 12 e 15 de Outubro de 2016, em Vilnius, na Lituânia, o primeiro encontro do projecto “Moving Cinema 2016-2017″ que reune três entidades que há longa data se dedicam á sensibilização ao cinema dentro e fora da escola através do contacto com obras chave da história do cinema aliado á experimentação do acto de filmar com o apoio de cineastas e profissionais de cinema: “Os Filhos de Lumière” em Portugal, “A Bao A Qu” na Catalunha, em Espanha e “Meno Avylis” na Lituânia.

Este projecto – que recebeu o apoio da Europa Criativa – tem como objectivo pensar e desenvolver através de metodologias comuns, de uma prática e reflexão conjunta, novas formas de olhar o cinema (nacional, europeu e do mundo) e de o apreciar como forma de expressão artística e de conhecimento do mundo.

Fev
15
Qua
2017
MOVING CINEMA – Encontro dos parceiros @ Rua das Gaivotas 6 / Os Filhos de Lumière
Fev 15 @ 09:00 – Fev 17 @ 22:00

20160215_MC-encontro Lisboa_8182BLG2SITE

Realiza-se entre 15 e 17 de Fevereiro de 2017, em Lisboa, o segundo encontro do projecto “Moving Cinema 2016-2017″ que reune três entidades que há longa data se dedicam á sensibilização ao cinema dentro e fora da escola através do contacto com obras chave da história do cinema aliado á experimentação do acto de filmar com o apoio de cineastas e profissionais de cinema: “Os Filhos de Lumière” em Portugal, “A Bao A Qu” na Catalunha, em Espanha e “Meno Avylis” na Lituânia.

Este projecto – que recebeu o apoio da Europa Criativa – tem como objectivo pensar e desenvolver através de metodologias comuns, de uma prática e reflexão conjunta, novas formas de olhar o cinema (nacional, europeu e do mundo) e de o apreciar como forma de expressão artística e de conhecimento do mundo.

Abr
19
Qua
2017
O MUNDO À NOSSA VOLTA no “Mês da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância” @ Cinema São Jorge
Abr 19 @ 14:00 – 18:00
20170419 Cartaz Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infancia 2017BLG2site
Comissão Nacional de Protecção de Crianças e Jovens em Risco em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa (CML) e a Associação das Mulheres Contra a Violência (AMCV) organiza todos os anos o Mês da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância, que inclui Ciclos Culturais, Exposições e Acções de Sensibilização para uma reflexão e diálogo em torno desta questão, que se mostra cada vez mais urgente e actual.

Em 2013 a Comissão Nacional de Protecção de Crianças e Jovens em Risco convidou a associação Os Filhos de Lumière a organizar uma das sessões do Ciclo de Cinema integrado neste programa, para a apresentação de filmes realizados por crianças e jovens durante as oficinas de sensibilização ao cinema que dinamiza há já 15 anos, onde se olha e pensa a realidade que nos rodeia e o mundo através da arte cinematográfica.

Em 2014 a Associação Os Filhos de Lumière convidou por sua vez outras entidades que desenvolvem igualmente projectos de inclusão social através da arte, o que permitiu um diálogo extremamente rico e interessante entre os participantes das várias actividades artísticas (música, cinema, teatro e fotografia) .

Em 2015, a sessão teve como tema “A Arte na Inclusão Social” e forma apresentados projectos de intervenção social através da Arte e irá ser feita uma reflexão sobre a sua importância em diferentes áreas do desenvolvimento (pessoal, familiar e comunitário). Para além da projecção de filmes desenvolvidos durante as oficinas de iniciação ao cinema com crianças e jovens integradas no projecto “O Mundo à Nossa Volta” , o programa contou com a mostra do trabalho desenvolvido pelo Teatro Ibisco com jovens de bairros sensíveis de Loures, a apresentação do projecto “Este Espaço que Habito” pelo Movimento de Expressão Fotográfica (MEF) desenvolvido nos Centros Educativos e ainda uma apresentação dos projectos “Mala Mágica” do Chapitô e “Vitória 283” do Teatro Mala Voadora.

Em 2016, mantendo a mesma lógica, foi organizada uma sessão que tem como tema “A Arte na Inclusão Social” e que terá lugar no dia 20 de Abril entre as 15h e as 18h30 no CIUL – Centro de Informação Urbana de Lisboa (Picoas Plaza),onde irão ser apresentados projectos no âmbito do programa PARTIS (Práticas Artísticas para a Inclusão Social) promovido pela F.C.Gulbenkian., bem como uma reflexão sobre a sua importância em diferentes áreas do desenvolvimento (pessoal, familiar e comunitário).

Em 2017, mantendo a mesma lógica, está a ser organizada uma sessão intitulada “As Pedras dos Muros Também Fazem Caminhos”que tem como tema “A Arte na Inclusão Social” e que terá lugar no dia 20 de Abril entre as 14h e as 18h30 no Cinema São Jorge, em Lisboa ,onde irão ser apresentados projectos no âmbito do programa PARTIS (Práticas Artísticas para a Inclusão Social) promovido pela F.C.Gulbenkian., bem como uma reflexão sobre a sua importância em diferentes áreas do desenvolvimento (pessoal, familiar e comunitário).

Para além da projecção de filmes desenvolvidos durante as oficinas de cinema, será apresentado o trabalhodo MEF – Movimento de Expressão Fotográfica, do Teatro IBISCO, do Teatro Umano

A sessão contará com a presença dos jovens participantes nos projectos apresentados, dos responsáveis das entidades envolvidas e de convidados de diferentes áreas artísticas que irão dinamizar a sessão.

Abr
20
Qui
2017
Encontro Cinema e Educação @ Cinemateca Portuguesa
Abr 20 @ 21:30 – Abr 22 @ 13:00

O Encontro Cinema Educação, organizado pela Cinemateca Portuguesa e a associação Os Filhos de Lumière,  vai decorrer de 20 a 22 de Abril de 2017 na Cinemateca Portuguesa

 

“Num contexto em que volta a ser tema de discussão alargada a relação entre a educação e as artes – não apenas o ensino artístico mas o universo mais vasto da educação pela arte e do papel das artes em todo o âmbito educativo –, num contexto em que vários novos projetos sobre a iniciação ao cinema percorrem a Europa e têm eco no nosso país (CinED, Moving Cinema, Cinéma cent ans de jeunesse), e num contexto em que está, aliás, em desenvolvimento mais uma iniciativa governamental em que se procura a inserção do cinema nos percursos escolares (o Plano Nacional de Cinema), a Cinemateca junta-se à Associação Os Filhos de Lumière para organizar um encontro dedicado às múltiplas vertentes da relação entre o Cinema e a Educação. Coincidindo com as comemorações dos 10 anos da Cinemateca Júnior, o objetivo é integrar a nossa própria reflexão sobre o papel que nos cabe neste âmbito numa reflexão mais ampla sobre o cinema enquanto experiência educativa e sobre o trabalho educativo feito com o cinema. Neste encontro, autores e investigadores de várias áreas – tanto do lado da educação como do lado do cinema – serão convidados a levantar questões e a debater o tema, cruzando experiências e ideias numa agenda de discussão aberta, que permita acima de tudo ampliar o âmbito conceptual normalmente tido em conta neste campo. Não esquecendo experiências passadas inovadoras – muitas delas descontinuadas ou até esquecidas, na área do cinema como na área da pedagogia – o objetivo será o de trabalhar o cinema como um dos contributos possíveis para rasgar as fronteiras mais convencionais da experiência educativa, ao mesmo tempo que se trabalha a experiência educativa como área exploratória de novos caminhos cinematográficos. De um e do outro lado, o desafio é portanto o da própria intensificação da experiência, assim como o da máxima exigência e abertura no decurso dela.”
in programa da CinematecaA lista dos intervenientes -portugueses e estrangeiros – será comunicada em breve.

O encontro, aberto a todos os interessados, decorre na Sala M. Félix Ribeiro nos dias 21 e 22 de abril

(21 de abril entre as 10h e as 17h; 22 de abril entre as 10h e as 13h)

e é também o contexto da apresentação de “Révolution École 1918-1939″, de Joanna Grundzinska

e “A Professora da Aldeia”, de Mark Donskoy, nas sessões das 21h30 de 20 e das 19h de 21 de abril.

Encontro Cinema e Educação : Révolution École 1918-1939, de Joanna Grundzinska @ Cinemateca Portuguesa
Abr 20 @ 21:30 – 23:30
Révolution Ecole_03 Freinet BLG2
No âmbito do Encontro Cinema e Educação, organizado pela Cinemateca Portuguesa e a associação Os Filhos de Lumière, Révolution École 1918-1939, de Joanna Grudzinska, será apresentado na quinta-feira 20 de Abril de 2017 às 21h30 na Cinemateca, com a presença de Joanna Grudzinska.
Copia legendada em português.
“A história de um sonho e da sua parcial (temporária?) derrota. Com base em documentos de arquivo hoje em grande parte esquecidos, Joanna Grudzinska analisa as tentativas radicais de concetualização e construção de uma nova escola que nasceram na Europa no rescaldo da Primeira Guerra Mundial, que foram rapidamente interrompidas pelo contexto da Segunda, e que só parcialmente foram retomadas depois. São abordadas as ideias e as experiências de Maria Montessori, Célestin Freinet, Alexander S. Neill, Ovide Decroly, Paul Geheeb, Rudolf Steiner ou Janusz Korczak – “estes pedagogos que, a contracorrente dos dogmas da sua época, inventam uma educação mista e livre em que a realização plena da criança triunfa sobre a disciplina” (Pierre Ancery). 

Primeira exibição na Cinemateca.”
in programa da Cinemateca

na internet (em francês)
Une épopée de craie et de cendres“, por Pierre-Jean Catinchi – Le Monde
in Télérama, por Pierre Ancery
in France Inter, por Sonia Devillers